A Catalunha na memória histórica familiar


Os recentes acontecimentos na Catalunha, suscitaram o interesse em pesquisar, no arquivo de família, alguma relação de antepassados nossos com esse antigo principado. Dessa consulta resultou o que se segue.
I. D. Alonso de Aragón (1415-1485)
Filho natural de D. Juan II, Rei de Aragão e de Navarra, enquanto solteiro, havido em D. Leonor de Escobar, Dama da Rainha D. Leonor de Albuquerque, mãe daquele Rei. D. Alonso, conhecido como "o Espada" de seu pai, pelo apoio militar que, ao longo da sua vida, lhe proporcionou, foi I Duque de Vilahermosa, I Conde de Ribargoza, Senhor e Conde de Cortes, Senhor de Igualada, na Catalunha, XXVII Mestre da Ordem de Calatrava, Capitão General do Reino de Navarra, Generalíssimo das Armas e Capitão General do Principado da Catalunha, Vice-Rei, Governador e Capitão General do Reino de Castela e Leão. Segundo a historiadora Sophia Menache, da Universidade de Haifa, D. Alonso de Aragón "personaliza o ideal cavalheiresco do medievo tardio, seja pela completa abnegação ao seu pai e senhor ou pelos Reis Católicos, seja pela sua valentia no campo de batalha ou pelo culto do belo sexo". Casou aos 60 anos com D. Leonor de Sottomayor y Portugal, Duquesa de Cortes, com geração extinta. Porém, da formosa D. Maria Junquers, uma nobre catalã, dos Senhores de Mas, por quem se apaixonou, durante a sua estadia com tropas em Ampurdán, na Catalunha, teve 2 filhos com larga descendência.
1. D. Juan de Aragón, II Conde de Ribargoza, I Duque de Luna, de que descendem, em Espanha, os Duques de Villahermosa até hoje;
2. D. Leonor de Aragón, casada com D. Jaime de Milan y Borgia, I Conde de Albayda, com geração em Espanha nos Marqueses-Condes de Albayda. Em Portugal, são 4.os avós maternos do nosso avoengo Jerónimo de Mendoça Furtado e Albuquerque (1630-1692), Governador e Capitão General de Pernambuco, heróico combatente das Guerras da Restauração, nomeadamente no Combate de Arronches e na Batalha do Ameixial, irmão e presuntivo herdeiro de seu irmão, D. Luis de Mendoça Furtado e Albuquerque (1627-1677), Vice-Rei da India, Conde de Lavradio (antigo,1670), VIII Senhor do Morgado, Quinta e Palácio da Bacalhôa, em Azeitão. Dos I Condes de Albayda foi ainda bisneta D. Maria de Aragão, casada com D. Henrique Henriques, Senhor de Alcáçovas, antepassados, entre outros, dos Condes de Tavarede.
Continua...

Luis Bivar de Azevedo

Para mais informação consultar: "Manoel de Portugal. Notas Históricas e Genealógicas", Lisboa, 1997, de minha autoria e/ou este blog em "Genealogias: Manoel de Portugal", 16.03.13.

 

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo