ALMEIDA SALEMA Senhores do Morgado da Murteira, em Alcoentre (Alguns apontamentos)


ALMEIDA SALEMA
Senhores do Morgado da Murteira, em Alcoentre
(Alguns apontamentos)



  1. António de Almeida Salema, baptizado em Alcoentre, Nossa Senhora da Purificação, em 3.8.1671, fº de Sebastião de Almeida Peixoto, II Meirinho de Évora (1680), na sua família, Escudeiro Fidalgo da Casa Real, Familiar do Santo Ofício (1686), Contador das Fábricas das Valas de Santarém, e de s/mer D. Maria de Almeida Pais, n. em Aveiras de Baixo. Neto paterno de Gaspar de Almeida Peixoto, Moço de Câmara de D. João IV, Escrivão das Sisas e Imposições do Cabeço da Azoia, Administrador da Casa de Gonçalo Pires de Carvalho, Sr. do Morgado de Patalim, em Évora, e de s/mer D. Francisca de Sousa, n. Santiago dos Velhos, Arruda dos Vinhos. Bisneto paterno de Sebastião da Nobrega Peixoto, n. Guimarães, de nobreza conhecida, que passou a Alcoentre, c.c. D. Maria de Almeida, fª de António de Almeida Salema e de s/mer D. Leonor Monteiro. Foi o 1º Administrador do Morgado da Murteira, em Alcoentre, instituído , em 1670, por seu tio-avô, António Salema de Almeida. O morgado era constituido pela Quinta da Murteira (onde está hoje instalada uma escola de ensino tecnico), vinculada à Capela das Almas da Igreja do Espírito Santo, em Alcoentre. Foi Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, Cavaleiro Professo da Ordem de Cristo, Vedor e Tesoureiro das Obras do Convento da Batalha. C.1º. ,em 27.4.1694, c. D. Maria Margarida da Cunha Figueiredo, fª de Francisco Nunes da Cunha, n. Faial, Açores, Alferes, e de s/mer D. Joana Rodrigues de Figueiredo, c.g. C. 2º em 2.2.1716, c.D. Maria Josefa da Purificação Correia, fª de Manuel Carvalho Cardoso e de s/mer D. Susana Rodrigues Correia. Teve do 1º casamento, entre outros:
  2. Sebastião de Almeida Salema, b. em Lisboa em 21.7.1695. III Meirinho de Évora (1733), II Senhor do Morgado da Murteira, Administrador da Casa dos Condes de Aveiras. C.c. D. Inácia Catarina Madalena de Andrade, fª de Francisco Figueira da Costa, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, Cavaleiro Professo da Ordem de Cristo, . Procurador da Praça de Mazagão na Corte de Lisboa, e de s/mer D. Luisa Maria Antónia de Andrade. Tiveram, entre outros: Pedro da Costa de Almeida Salema (c.1700-1782), Monsenhor da Igreja Patriarcal de Lisboa, do Conselho de Sua Magestade, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, Cavaleiro Professo da Ordem de Cristo, Ministro de Estado e Enviado Plenipotenciário nas Cortes de Paris (1757-1762) e Haia (1762-1765), Conde Palatino, Academico de renome internacional, possuidor de uma das principais bibliotecas da época, cuja biografia estou preparando, tendo sido sua irmã: 
  3. D. Luisa Tomásia Perpétua Xavier de Andrade, b. em Lisboa em 21.3.1735. C. Em Lisboa, em 16.7.1753 com seu tio, irmão de seu pai, João Inácio de Almeida Salema, b. em Alcoentre em 3.1.1717, Sargento-Mor do Regimento de  Cavalaria de Évora. Tiveram, entre outros:
  4. Joaquim José de Almeida Salema, b. em Évora, Sé, em 29.11.1771. Assentou praça no Regimento de Cavalaria de Évora. Passou à India com seu irmão Manuel, como Alfres de Infantaria, a bordo da fragata “Princesa do Brasil”, que saaíu de Lisboa a 18.10.1792 e chegou a Mormugão a 11.5.1793. Foi colocado inicialmente na 11ª Companhia dos Voluntários Reais de Pondá, passando depois a 2º Tenente da 5ª Companhia do Regimento de Artilharia de Goa. Passou à reserva no posto de Sargento-Mor de Artilharia, como Comandante da Praça (Fortaleza) da Aguada. Em 18.3.1829, após 33 anos de serviço militar, foi provido no cargo de Governador de Timor, porém, não chegou a exercer o cargo, por ter falecido, após a tomada de posse, sendo substituido por D. Miguel da Silveira e Lorena (Sarzedas). C.em Goa c. D. Ana Maria da Fonseca, Senhora vincular da Aldeia de Cariá, nas Achadas de Cariá, em Damão, fª de Teodósio Joaquim da Fonseca (1731-1797) n. Lisboa, Capitão de Granadeiros, Comandante da Praça de Angediva e do Forte de Colvale, Irmão da Santa Casa da Misericórdia de Goa, e de s/mer D. Maria Caetana da Fonseca e Miranda, n. Pangim. Tiveram, entre outros:
  5. Raimundo de Almeida Salema, N. Goa em 28.61814 Assentou praça como Cadete, em 20.3.1830, prestando serviço no 3º Batalhão de Infantaria, no 4º Batalhão de Caçadores e, no posto de Capitão, como Comandante Geral das Companhias de Caçadores de Damão. Em 1852, no posto de Tenente, praticou actos de notável bravura, combatendo os Ranes, na cordilheira dos Gates. Foi Cavaleiro das Ordens de Cristo, de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa e de São Bento de Avis. C.c. D. Rosa Esmeralda Cabral de Estefique, fª natural de João Cabral de Estefique, Coronel do Exercito da India, Governador de Macau, Governador de Damão, Membro do Conselho de Governo da India (co-governador), e de Maria Petronilha dos Remédios, n.em Macau. Foram os nossos trisavós.
.

                                                                                                              





Igreja do Espírito Santo, em Alcoentre, a cuja Capela das Almas estava vinculada a Quinta da Murteira

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo