AFONSO DE BIVAR (II) COMENDADOR DE SÃO TOMÉ DE ALENCARÇAS NA ORDEM DE CRISTO


AFONSO DE BIVAR (II)
COMENDADOR DE SÃO TOMÉ DE ALENCARÇAS
NA ORDEM DE CRISTO

Nasceu cerca de 1448, filho provável de Pedro de Bivar, Moço Fidalgo da Casa de D. Fernando, III Duque de Bragança, seu tio materno por afinidade, e de sua mulher D. Aldonça da Silva (Azevedo, dos Srs. de São João de Rei). Afonso de Bivar foi Contador das Comarcas e Almoxarifados de Leiria e Óbidos, Monteiro-Mor das Matas de Leiria, Contador e Cavaleiro Fidalgo da Casa de D. Manuel I, Comendador de São Tomé de Alencarças, na Ordem de Cristo. Sendo viúvo, teve de Mécia Josefina, solteira, dois filhos, legitimados por Carta Régia de 19.3.1511 (documento anexo), António e Tomé. António, nascido cerca de 1494, teve o foro de Fidalgo da Casa de D. João III e foi pai de Manuel de Bivar, casado com D. Isabel Garcia, progenitores dos Garcia de Bivar e, por via destes, dos Bivar Weinholtz.
Nos Tombos da Ordem de Cristo (IANT/TT, O.C./C.T. livro 308, fls 10 vº, 11, 11vº, 18, 18 vº, 19, 19 vº) vêm descritos os bens pertencentes à Comenda de São Tomé de Alencarças, nos termos seguintes.











Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo